Pesquisa mapeia igualdade de gênero em empresas no Brasil

Data: 
11/01/2018

Uma pesquisa inédita mapeou o papel das mulheres em cargo de liderança em 43 companhias nacionais e 45 multinacionais atuantes em 14 setores econômicos no Brasil. O estudo, coordenado pela professora de “Políticas de Gênero” da Escola de Direito de São Paulo (FGV Direito SP), Ligia Paula Pires Pinto Sica, gerou uma base de dados que foi utilizada como subsidio para formular o Guia Mulheres na Liderança, uma realização da revista Exame e da associação WILL (Women in Leadership in Latin America).

Constatou-se, por exemplo, que há setores nos quais há mais práticas e políticas com vistas à promoção da equidade de gênero (com destaque para o setor de bens de consumo) do que em outros (o setor de serviços foi o que menos pontuou), mas que isso não reflete necessariamente um maior número proporcional de mulheres na liderança (o setor de saúde não obteve destaque no número de políticas, mas foi o mais bem colocado em número de mulheres na liderança).

Os resultados da pesquisa foram divulgados no Fórum Mulheres na Liderança. Na ocasião, as empresas que obtiveram destaque em seu setor, em um dos eixos temáticos (Estímulo à Liderança Feminina; Estrutura, Processos e Estratégia da empresa; Atuação Externa; Monitoramento da Equidade de Gênero; Combate à Discriminação de Gênero e Equilíbrio entre Trabalho e Vida Pessoal) e de acordo com seu porte foram premiadas, como forma de reconhecimento e para servir de modelo para o mercado.

A pesquisa conduzida ao longo dos anos de 2016 e 2017 contou com financiamento conjunto da Fundação Getúlio Vargas e do Banco Itaú e está disponível para consulta no site.

Fonte: Portal FGV